Transformar Consultoria

Diagnóstico Organizacional

O Diagnóstico Organizacional consiste na primeira etapa de um processo de consultoria ou assistência técnica e visa proporcionar à organização as condições necessárias para o desenvolvimento e aprimoramento de modo que seu desempenho atinja níveis satisfatórios de eficiência e eficácia.

O Diagnóstico tem papel fundamental no desenvolvimento de uma organização, pois ele atua diretamente como apoio das decisões e processos. Sua principal função é identificar e levantar informações acerca de um determinado assunto, e como uma ferramenta prática de coleta de informações pode ser utilizado para diversos públicos/setores que a organização deseja conhecer.

Dentre as etapas do diagnóstico estão a princípio a organização, orientação, direcionamento, plano de ação e avaliação. Esta última é fundamental para a sustentabilidade das ações propostas pelo diagnóstico. Os benefícios do diagnóstico estão muito relacionados a sua área de aplicação, contudo os benefícios mais interessantes para a empresa estão ligados aqueles derivados das ações propostas após o diagnóstico, que por sua vez estão alinhadas à estratégia.

Reestruturação Organizacional

A reestruturação organizacional é um trabalho de análise permanente, criação, implementação e aprimoramento de sistemas, de pessoas, de processos, indicadores e informes gerencias. É realizado conjuntamente com a diretoria da empresa e ministrado o respectivo treinamento dos executores e tomadores de decisões.

O descompasso entre a estrutura organizacional e as necessidades da empresa pode ocasionar graves problemas de custos e/ou entregas. Uma estrutura inflada pode exigir investimentos desnecessários, ao passo que uma estrutura reduzida pode comprometer as entregas e ocasionar conflitos de interesses.

Definir a quantidade de níveis hierárquicos, colaboradores e responsabilidades facilita o intercâmbio de informações dentro da empresa, eleva a produtividade e a qualidade das entregas.

Etapas do processo:

  • Diagnóstico da empresa: reunião com pessoas chave da equipe, análise da estrutura atual, atividades realizadas, habilidades e competências da equipe, as fronteiras entre as funções, procedimentos, tecnologia da informação.
  • Plano de reestruturação: consultores revisam a estrutura atual, comparam com modelos tradicionais e avaliam junto com os gestores das áreas possíveis pontos de melhoria, alinhados aos objetivos estratégicos e operacionais da organização.
  • Implantação: para que o novo modelo seja implantado e executado, a Transformar auxilia no processo de gestão da mudança, sensibilizando e engajando todos os envolvidos no processo.

Gestão de Competências

É um conjunto de ferramentas capazes de promover o contínuo aperfeiçoamento dos conhecimentos, habilidades e atitudes de cada colaborador da empresa.

A gestão por competências representa uma alternativa aos modelos gerenciais tradicionalmente utilizados pelas organizações. Propõe-se a orientar esforços para planejar, captar, desenvolver e avaliar, nos diferentes níveis da organização (individual, grupal e organizacional), as competências necessárias para alcançar seus objetivos.

A proposta da Gestão por Competências é compreender quais são as competências organizacionais críticas para o sucesso empresarial, desdobrá-las em termos de competências profissionais e desenvolvê-las junto ao quadro de funcionários internos. Trata-se de uma metodologia de gestão moderna, focada nos negócios, no mercado e no desenvolvimento profissional permanente.

Implantação de Sistema de Gestão

A Transformar implanta os modelos de gestão focados no Modelo de Excelência® (MEG) da Fundação Nacional da Qualidade e o modelo de acordo com a norma ISO 9001.

Ambos os modelos são alinhados, pois aplicam a sistemática do Ciclo PDCA (Plan-Do-Check-Action) que significa planejar, fazer, checar e agir.

Com o MEG, a organização alinha seus recursos, identifica os pontos fortes e as oportunidades de melhoria, aprimora a comunicação, a produtividade e a efetividade de suas ações, além de se preparar para que os seus objetivos estratégicos sejam atingidos. Composto por oito Critérios de Excelência o MEG garante à organização uma melhor compreensão de seu sistema gerencial, proporcionando uma visão sistêmica da gestão. São características tangíveis, mensuráveis, quantitativa ou qualitativamente, propostas na forma de questões que abordam processos gerenciais e solicitações de resultados.

A Norma ISO 9001 foi elaborada pelo Comitê Técnico Quality Mangement and Quality Assurance (ISO/TC 176), este documento vem de uma revisão publicada pela ABNT, a versão brasileira da norma é a ABNT NBR ISO 9001, em 2008.

Ela é a norma que certifica os Sistemas de Gestão da Qualidade e define os requisitos para a implantação desse sistema. Este documento que possui ferramentas de padronização, é um modelo seguro para a implantação da Gestão da Qualidade.

O objetivo da norma é trazer confiança ao cliente de que os produtos e serviços da empresa serão criados de modo repetitivo e consistente, afim de que adquira uma qualidade, de acordo com aquilo que foi definido pela empresa.

Avaliação e desenvolvimento de líderes

Há uma correlação entre os altos índices de satisfação de colaboradores e clientes e uma liderança mais eficaz impacta positivamente nas pessoas e nas empresas.

Organizações que não aprimoram suas práticas de lideranças sofrem perdas crônicas de produtividade. No mundo dos negócios de hoje, em ritmo acelerado de mudança e competitividade, faz-se necessário que cada membro da organização desempenhe seu nível máximo em criatividade, inovação e busca constante pela excelência. Produtos que somente serão obtidos por uma força de trabalho altamente engajada.

A autoconsciência é vital para o contínuo desenvolvimento do líder. Se formos elencar todas as características importantes para liderança seria uma lista sem fim e que dificilmente encontraremos reunidas em uma só pessoa: iniciativa, comunicação, bom senso, trabalho em equipe, responsabilidade, ética, integridade, foco em resultado, foco no cliente, etc. Para isso é preciso manter-se constantemente em desenvolvimento, aprimorando as áreas que necessitam de maior atenção, reconhecendo que há sempre algo a aprimorar, melhorar, mudar e somente com consciência plena de quem somos é que podemos seguir este caminho.

O desenvolvimento de líderes da Transformar trabalha com as ferramentas:

  • Aplicação de ferramenta para levantamento de perfil;
  • Aplicação do perfil 360° para levantamento das percepções de pares, subordinados, gestor e clientes;
  • Entrevista com o gestor e entrevista com o avaliado;
  • Devolutiva individual;
  • Elaboração do Plano de Desenvolvimento Individual;
  • Acompanhamento do Plano de Desenvolvimento Individual.

O desenvolvimento do líder é acompanhado através de Coach e Psicólogos Organizacionais.

RH Estratégico

O RH Estratégico é aquele que agrupa o melhor dos dois focos, que são manter as pessoas felizes, desenvolvidas e produtivas e influenciar o negócio com o objetivo de alcançar o sucesso da empresa, ou seja, a visão do RH Estratégico vai além das atividades e processos de Recursos Humanos, devendo ter ênfase nos objetivos e resultados da empresa.

O RH Estratégico é estruturado através do alinhamento entre as estratégias corporativas e os componentes básicos do sistema de gerenciamento de recursos humanos.

Arquitetura de Cargos

A Arquitetura dos Cargos é a forma com que a empresa define seus níveis, as competências e responsabilidades que são atribuídas a cada nível da organização. Uma empresa que observa sua arquitetura no momento de seleção e promoção de pessoas informa claramente à organização que isso é um valor que será somado (e não substituído) às pessoas.

Gestão do Clima Organizacional

Identificar o grau de satisfação e a motivação das pessoas nas organizações é o foco da Gestão de Clima Organizacional. O Clima Organizacional está diretamente ligado à maneira como o colaborador percebe a organização com a sua cultura, suas normas, seus usos e costumes, ou seja, é um conjunto de valores, atitudes e padrões de comportamento, formais e informais, existentes em uma organização.

A Gestão de Clima Organizacional é uma forma de mapear o ambiente interno e externo da empresa para assim atacar efetivamente os principais focos de problemas e melhorar o ambiente de trabalho.

Gestão de Comunicação Interna

O endomarketing é um processo gerencial desenvolvido em resposta a demandas complexas da gestão empresarial, com o objetivo de minimizar seus possíveis impactos negativos.

A Transformar Consultoria trabalha com consultoria completa em Gestão de Comunicação Interna e Endomarketing englobando, Pesquisas quantitativas e qualitativas, Diagnóstico, Planejamento e Plano de Comunicação Integrado, Campanhas de Endomarketing, Desenvolvimento de ferramentas e canais (murais, jornais, revistas, newsletters) e Treinamento de Endomarketing.

Planejamento Estratégico do Negócio

A elaboração de um Planejamento Estratégico aumenta a probabilidade de que, no futuro, a organização esteja no local certo, na hora certa. Um plano estratégico oferece uma visão de futuro. Independente do porte da organização, o plano estratégico indica a direção certa.

O processo de Planejamento Estratégico abrange:

- Definição do Negócio, Missão e Visão.

- Análise de ambiente interno e externo. Esta etapa é a fundamental para a definição das metas e estratégias, pois é da análise de ambiente que as estratégias são formuladas. A análise de ambiente é a definição das forças, fraquezas, ameaças e oportunidades da empresa que afetam a empresa no cumprimento da sua missão.

- Formulação de Estratégias. As estratégias são escritas com base na análise de ambiente levantada, após uma priorização de principais objetivos e agrupamento por temas. A estratégia precisa estar voltada para o futuro da organização, porém para ser bem descrita necessita estar de acordo com as etapas anteriores (missão, visão, negócio e ambiente).

- Implementar projetos e controlar. É denominado de Plano de negócios o resultado do planejamento de Implementar projetos e controlar, esta etapa garante a execução de tudo o que foi levantado e priorizado.

Balanced Scorecard

É uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenvolvida pelos professores da Harvard Business School (HBS) Robert Kaplan e David Norton, em 1992.

O principal objetivo do balanced scorecard é alcançar o alinhamento entre o planejamento estratégico da empresa e as atividades operacionais que ela exerce. Ele traduz a missão e a estratégia em objetivos e medidas, organizados através de indicadores que irão informar os funcionários sobre os vetores do sucesso atual e futuro. Ao articularem os resultados desejados pela empresa, os executivos esperam canalizar a energia, a habilidade e o conhecimento de todos os colaboradores da organização para alcançar os objetivos de longo prazo. Para isso é preciso tomar algumas ações, dentre as quais podemos citar:

  • Esclarecer e traduzir a visão e a estratégia: A tradução da missão estratégica é algo crucial para o desempenho dos objetivos organizacionais e deve ser feita por todos os gestores, através de um conjunto de objetivos e indicadores inerentes a cada departamento (Mapa Estratégico), que contribuem para a criação de um consenso entre gestores, colaboradores e as atividades da organização em si.
  • Planejar, estabelecer metas e alinhar as iniciativas estratégicas: Os gestores devem identificar e estabelecer metas para seus colaboradores, definir processos, planejar o desempenho financeiro e também ditar qual o ritmo ideal de crescimento da organização. Todo esse planejamento deve ser feito em acordo com as capacidades reais da empresa e com a projeção de desempenho do mercado que esta participa.
  • Melhorar o Feedback e o aprendizado estratégico: O Feedback e o processo de revisão avaliam o desempenho financeiro e também ditam qual o ritmo ideal de crescimento da organização. Essa ação otimiza as habilidades e o conhecimento dos colaboradores, bem como permite melhorar o monitoramento e o controle da organização, sob a ótica de quatro perspectivas principais: financeira, clientes, processos inteiros e aprendizagem/crescimento.
  • Comunicar e associar objetivos e medidas estratégicas: Permite aos gestores comunicar a estratégia ligando os objetivos empresariais aos departamentos. A ideia do balanced scorecard é assegurar aos gestores que todos os níveis da organização compreendam as estratégias de longo prazo, e que tanto os objetivos departamentais quanto os individuais estão alinhados entre si.

Gestão De Processos

A Gestão por Processos visa mobilizar pessoas para gerar ganhos em uma organização a partir de melhorias e inovações em seu dia-a-dia de trabalho. Adotar a gestão por processos pressupõe criar uma cultura forte que inspire continuamente os colaboradores para criar e perseguir ideias que transformem os processos e maximizem o valor gerado para os clientes.

Podemos elencar os seguintes benefícios da gestão por processos:

  • Uniformização da metodologia, ferramentas e técnicas utilizadas;
  • Uniformização das rotinas de trabalho;
  • Otimização dos recursos;
  • Agilidade dos processos;
  • Clareza de responsabilidades;
  • Eliminação de anomalias;
  • Substituição do conhecimento tácito e pessoal pelo conhecimento expresso e institucional.

Mapeamento, Redesenho e Padronização de Processos

Utilizado como base do sistema de qualidade, o mapeamento de processos é uma técnica empregada para demonstrar de forma clara e simples o passo a passo da operação de um negócio. Dentre os seus benefícios podemos citar como principal a otimização do processo que acarreta o aumento da produtividade, a redução de custos, a redução de mão de obra, o aumento da comunicação interna, entre outros.

A partir do processo mapeado, são levantadas as oportunidades de melhoria que serão implantas através dos planos de ação.

São quatro etapas distintas e interligadas:

  • Análise dos processos existentes;
  • Redesenho e modelagem dos processos;
  • Criação de manuais dos novos modelos propostos;
  • Revisão e acompanhamento do modelo organizacional proposto.

Sistemática de Mensuração dos Processos

Medir os resultados é importante para a empresa, pois, quando a mensuração acontece, as informações são mais precisas, a tomada de decisão é feita com maior confiabilidade e as metas propostas alcançadas com maior excelência.

A mensuração dos processos empresariais é uma das variáveis alavancadoras na consecução de vantagens, via avaliação e criação de informações e feedback para: clientes, fornecedores e investidores (externos e internos), dos processos primários e de apoio aos negócios da empresa.

Diagnóstico, análise e melhoria de processos utilizando a metodologia 6 SIGMA

Seis Sigma (ou Six Sigma, em inglês) é uma ferramenta internacionalmente reconhecida e amplamente utilizada para identificar e implementar melhorias nos processos internos de uma empresa, garantir custos de operação menores e, consequentemente, aumentar os lucros.

Ao desenvolver projetos Seis Sigma, uma empresa consegue melhorar a eficiência de seus processos internos, reduzir os custos da má qualidades dos processos, eliminar defeitos e reduzir o ciclo dos processos, e, como consequência de tudo isso, melhorar o serviço oferecido para o cliente.

Como gestor desse projeto, você poderá tomar decisões mais assertivas: em vez de realizar cortes de custos e arriscar comprometer a qualidade do serviço ou produto da empresa, com o Seis Sigma, você é capaz de identificar e eliminar custos que não agregam valor aos clientes.

Esses projetos serão definidos a partir da estratégia DMAIC (sigla para Definir, Mensurar, Analisar, Incrementar e Controlar). De uma forma geral, isso significa:

  • Definir: metas claras para as atividades e as melhorias almejadas. Essas metas serão os novos objetivos estratégicos da empresa.
  • Mensurar: o sistema existente. Antes de buscar melhorias, é importante entender 100% como acontece atualmente cada etapa dos processos internos da empresa. A partir dessa análise, será possível estabelecer métricas válidas e confiáveis para ajudar a monitorar o progresso rumo às metas definidas no passo anterior.
  • Analisar: o sistema atual. O objetivo desta análise é identificar caminhos para eliminar a lacuna entre os números atuais e as metas definidas anteriormente. É importante que essa análise seja fundamentada por dados sólidos e informações estatísticas.
  • Incrementar: o sistema. Isso significa que você vai melhorá-lo, e não realizar mudanças estruturais. Nessa etapa, a sua capacidade criativa para encontrar novas soluções e melhorar os processos é um diferencial importante.
  • Controlar: o novo sistema desenvolvido. O objetivo dessa etapa é garantir que a metas alcançadas serão mantidas a longo prazo.

Metodologia de Benchmarking

Benchmarking é um método utilizado para comparar o desempenho de algum processo, prática de gestão ou produto da organização com o de um processo, prática ou produto similar, que esteja sendo executado de maneira mais eficaz e eficiente, na própria ou em outra organização, entender as razões de desempenho superior, adaptar à realidade da organização e implementar melhorias significativas.

Na implantação da sistemática de benchmarking preparamos a empresa para aprender. Para que esse aprendizado signifique um salto quantitativo de desempenho, implantamos todas as etapas, princípios e regras dos tipos de benchmarking alinhando com os objetivos e estratégias da empresa.

Gestão de Clientes

Para entendermos como a gestão de clientes funciona devemos começar com a compreensão do perfil do cliente: Quem é o cliente? Quais as necessidades dele? O que ele espera do nosso produto?

A Transformar utiliza uma das metodologias mais aceitas e utilizadas composta por 4 diferentes etapas: Identificar (I), Diferenciar (D), Interagir (I) e Personalizar (P), também conhecida como metodologia IDIP.

A primeira etapa desta metodologia e o principal processo na gestão do cliente é identificar que tipo de cliente a empresa possui e o que ele necessita. Através da gestão de clientes é possível fidelizar e manter os clientes mais rentáveis, bem como conquistar novos clientes.

O presente e futuro das empresas passa pela Gestão de Clientes, aqueles que estiverem mais preparados devem aproveitar melhor as oportunidades e conseguir mais clientes

Através de aplicação da metodologia a Transformar identificará quais são os pontos estratégicos a serem trabalhados pela sua empresa.

Gestão de mídias Sociais

Ter um espaço na Web para posicionamento da sua empresa é uma ótima forma de publicar conteúdo e divulgar sua marca e, consequentemente, uma das melhores maneiras de aproximar e fidelizar clientes.

As redes sociais tem adquirido crescente destaque, já assumiu um papel importante em diversas organizações, entre estratégias de marketing online eficazes.

O serviço de gestão de redes sociais da Transformar gera resultados para pequenas e médias empresas com ações em mídias sociais com Facebook, Twitter, Snapchat e Instagram. O gerenciamento de redes sociais contempla o processo de análise, definição da estratégia, linguagem, monitoramento, produção de conteúdo, até o relacionamento diário ativo com o público da marca.

Transforme-se e aparece para o seu cliente, sempre!

Voltar ao Topo